Psicologia utiliza o lúdico contra violência doméstica

Compartilhe:

Projeto inscrito na 2ª Mostra ressalta a importância trazer a brincadeira para o tratamento de crianças vítimas de abusos.

Resgatar a importância do lúdico na prevenção e transformação da violência doméstica contra crianças e pré-adolescentes. Esse é o objetivo do projeto ReCriando Vínculos, voltado para a transformação dessas agressões por meio de uma briquedoteca e diálogos familiares. O trabalho foi um dos inscritos na 2ª Mostra Nacional de Práticas em Psicologia, que acontece entre 20 e 22 de setembro, no Anhembi, em São Paulo.

A psicóloga Kainara Cunha, uma das voluntárias do projeto, foi responsável por colocar o trabalho na Mostra. Para ela, o evento dará maior visibilidade à prática, além de viabilizar a troca de experiências com outros profissionais da área. “O ReCriando vai informar o valor do lúdico no enfrentamento e prevenção das agressões contra crianças”, diz.

A iniciativa foi criada em 2001, em Campinas (SP), pela a ONG SOS Ação Mulher e Família, como um espaço de atendimento às crianças de 4 a 11 anos que, direta ou indiretamente, sofrem violência doméstica. A proposta inclui um trabalho voltado para a construção de alternativas para resolução de conflitos familiares, utilizando como prevenção o lúdico como linguagem a fim de transformar o contexto da violência.

“O nosso trabalho oferece um espaço de convivência lúdica – brinquedoteca – para crianças, ao mesmo tempo em que permite que pais ou cuidadores participem da terapia em momentos adequados, possibilitando o resgate do brincar com os filhos e do vínculo entre eles”, ressalta Kainara.
Os encontros acontecem semanalmente e possuem duração de duas horas. “A maior participação na brinquedoteca é das mães, mas atualmente temos conseguido a inserção dos pais no projeto”, ressalta Kainara. A entidade também oferece acompanhamento psicológico e pedagógico individual para crianças com necessidades específicas.

Sobre a Mostra

A 2ª Mostra Nacional de Práticas em Psicologia marca o ápice das comemorações dos 50 anos da regulamentação da profissão no Brasil. Ao todo, já são mais de 18 mil inscritos em todo o País.

Será um evento rico em experiências, trocas e intercâmbios entre psicólogas, psicólogos e sociedade. A entrada é gratuita e as inscrições podem ser feitas no site: http://mostra.cfp.org.br.

A reprodução das notícias é autorizada desde que seja citada a fonte: Conselho Federal de Psicologia.

3 Comments

  1. Fabiane says:

    E os depoimentos dos psicólogos e psicólogas do Acre quando irão aparecer no site?

    Reply
    • Moderador CFP says:

      Olá, Fabiane. Até o final dessa semana sai.

      Reply
  2. Psicólogo says:

    Muito interessante

    Reply

Leave a Comment