Maranhão pretende ampliar rede de contatos entre psicólogos

Compartilhe:

maranhao

Com cerca de mil profissionais atuando no estado, a 2ª Mostra será palco para articulação e
diálogos com especialistas na área em todo Brasil.

A 1ª Mostra Nacional de Práticas em Psicologia, realizada há 12 anos, foi uma oportunidade
para que o Brasil conhecesse o que era produzido e praticado no Maranhão. Nesta 2ª edição
do evento, que acontece em setembro, na cidade de São Paulo, o estado traz 80 inscritos –
entre profissionais e estudantes.

A participação e mobilização dos profissionais e das pessoas interessadas em uma Psicologia
mais atuante, democrática e cidadã é muito importante para a construção deste grande
evento e para o crescimento cada vez mais expressivo da 2ª Mostra.

SOBRE O EVENTO

A 2ª Mostra Nacional de Práticas em Psicologia marca o ápice das comemorações dos 50 anos
da regulamentação da profissão no Brasil. Ao todo, já são 18.155 inscritos em todo o País e
com a sua ajuda podemos tornar este evento cada vez mais rico em experiências, trocas e
intercâmbios entre psicólogas, psicólogos e sociedade.

Até agora foram inscritos mais de 5 mil trabalhos na Mostra. A entrada no evento é gratuita e
as inscrições podem ser feitas por profissionais ou estudantes de Psicologia (com assinatura e
supervisão de um profissional) no site: http://mostra.cfp.org.br.

Não perca esta oportunidade!

CONFIRA O QUE PSICÓLOGAS E PSICÓLOGOS DO MARANHÃO TÊM A DIZER SOBRE A IMPORTÂNCIA DA 2ª MOSTRA:

“A Mostra terá significativa importância por reunir psicólogos de diversas áreas de atuação
de vários estados. Desta forma, podemos ter acesso a trabalhos, projetos e rotinas realizadas
pelos colegas e, a partir destes, adequá-los a realidade do Maranhão – ou do trabalho em
específico que estamos desenvolvendo. É uma oportunidade de trocas de experiências para,
inclusive, criar uma rede de comunicação para que possamos estar em contato mesmo após o
evento.” - Michelle de Sousa Fontes Martins, psicóloga.

“A Mostra ressalta ao público o trabalho do psicólogo, na tentativa de fazer uma sociedade
mais justa em meio às diferenças de cada ser humano. O evento é uma oportunidade para
que possamos saber o que esta acontecendo atualmente na nossa área em todo Brasil. A
participação do Maranhão é importante porque nosso Conselho é divido em três regiões e
nosso estado precisa se destacar para que possamos ter a nossa central, mostrando as reais
necessidades do público nordestino.” - Nordman André Oliveira, psicólogo.

“A 2ª Mostra é muito importante para a Psicologia, pois sabemos que nossa profissão
tem alguns anos de existência e não possui muita aceitação em relação ao mercado hoje.
O evento é uma oportunidade para conhecer e mostrar as práticas que estão sendo
desenvolvidas cientificamente, além de enfatizar a importância do trabalho do psicólogo
no Brasil. Atualmente no Maranhão não temos nem mil psicólogos e, desta maneira, não
podemos ter um CRP independente. Quanto mais pudermos aprofundar nossas práticas e o
conhecimento na faculdade para os novos profissionais será muito válido, e a Mostra é uma
boa oportunidade para isso.” - Lia Silva Fonteneles, psicóloga.

“A Mostra é muito importante, pois nos coloca a par do que tem acontecido na área da
Psicologia. Serve, inclusive, para nos sentirmos mais seguros em relação à prática pela
oportunidade de diálogo e trocas de experiências com profissionais de outros estados.” -
Camila Cardoso Carvalho, psicóloga.

“A 2ª Mostra é muito fundamental para o processo evolutivo, é como se cada vez mais
estivesse presente esse crescimento da Psicologia não só pra nós, mas para sociedade em
geral. Espero que o evento mostre à sociedade o papel e a importância dos psicólogos.” -
Viviany Ferreira Boueres de Almeida, psicóloga.

“A 2ª Mostra como parte das comemorações dos 50 anos da Psicologia reforça o empenho
dos psicólogos e do posicionamento no mercado de trabalho. A participação dos profissionais
do Maranhão é importante porque estamos bem isolados do Conselho. Aqui só temos uma
representação e estamos tentando buscar uma autonomia maior com a nossa participação no
evento.” - Elisabeth Ferreira Fontes, psicóloga.

A reprodução das notícias é autorizada desde que seja citada a fonte: Conselho Federal de Psicologia.

Leave a Comment